Pouco para dizer, muito para escutar, tudo para sentir. A propósito do programa de rádio
ÍNTIMA FRACÇÃO OUVIR ON-LINE ou PODCAST

 


>
Íntima Fracção
> um programa de Francisco Amaral
>
> Contacto:
franciscoamaral@gmail.com


> RSS Feeds

>
Arquivos
12/2002
01/2003
02/2003
03/2003
04/2003
05/2003
06/2003
07/2003
08/2003
09/2003
10/2003
11/2003
12/2003
01/2004
02/2004
03/2004
04/2004
05/2004
06/2004
07/2004
08/2004
09/2004
10/2004
11/2004
12/2004
01/2005
02/2005
03/2005
04/2005
05/2005
06/2005
07/2005
08/2005
09/2005
10/2005
11/2005
12/2005
01/2006
02/2006
03/2006
04/2006
05/2006
06/2006
07/2006
08/2006
09/2006
10/2006
11/2006
12/2006
01/2007
02/2007
03/2007
04/2007
05/2007
06/2007
07/2007
08/2007
09/2007
10/2007
11/2007
12/2007
01/2008
02/2008
03/2008
04/2008
06/2012
05/2015
04/2016
09/2016
12/2016
04/2017

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

 



 

 

 

25.1.07
 
No momento (em) que escrevo, está a Íntima Fracção "no ar" disponibilizada pela antena da Rádio Universidade de Coimbra (só área de Coimbra, mas directa na net). Pela segunda vez, no seu percurso de quase 23 anos, a IF inclui outra voz que não a minha. Depois da emissão que comemorou os 15 anos de existência do programa (na altura na TSF), preenchida com uma entrevista que me foi feita pelo Francisco Mateus (hoje ainda ! na TSF), nesta edição de 24 para 25 de Janeiro de 2007, a voz de Alejandro Moreno, o andaluz de Ronda, diz, em espanhol, o que eu sempre disse em português: " De regreso a la íntima fracción, siempre poco para decir, mucho para escuchar, todo para sentir; siempre a la espera de una respuesta, de una señal, de intimidad, de una esperanza... ".

Um sinal ... ?
Em breve uma resposta.

0 Comentários
início