Pouco para dizer, muito para escutar, tudo para sentir. A propósito do programa de rádio
ÍNTIMA FRACÇÃO OUVIR ON-LINE ou PODCAST

 


>
Íntima Fracção
> um programa de Francisco Amaral
>
> Contacto:
franciscoamaral@gmail.com


> RSS Feeds

>
Arquivos
12/2002
01/2003
02/2003
03/2003
04/2003
05/2003
06/2003
07/2003
08/2003
09/2003
10/2003
11/2003
12/2003
01/2004
02/2004
03/2004
04/2004
05/2004
06/2004
07/2004
08/2004
09/2004
10/2004
11/2004
12/2004
01/2005
02/2005
03/2005
04/2005
05/2005
06/2005
07/2005
08/2005
09/2005
10/2005
11/2005
12/2005
01/2006
02/2006
03/2006
04/2006
05/2006
06/2006
07/2006
08/2006
09/2006
10/2006
11/2006
12/2006
01/2007
02/2007
03/2007
04/2007
05/2007
06/2007
07/2007
08/2007
09/2007
10/2007
11/2007
12/2007
01/2008
02/2008
03/2008
04/2008
06/2012
05/2015
04/2016
09/2016
12/2016
04/2017

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

 



 

 

 

31.3.05
 


Santos da Casa é o mais antigo programa de rádio sobre música feita em Portugal. Fausto da Silva e Nuno Ávila realizam-no na RUC, de 2ª a domingo, entre as 19 e as 20. Dedicação, conhecimento e humildade - receita para os santos se manterem há tanto tempo na casa (Rádio).
Agora, vem aí o 7º Festival Santos da Casa.
Devemos todos dar os parabéns ao Fausto e ao Nuno, e as bandas portuguesas, para além disto, também deviam agradecer.
Para os gostos íntimos, recomenda-se a 9 de Abril, no Museu dos Transportes em Coimbra - The Unplayable Sofa Guitar e Old Jerusalem.


0 Comentários
 
[ INTERVALO ]

Estou de causas.
Sempre achei frívolo e cabotino este mundo da moda portuguesa. Gostava de saber o retorno que o país tem com tanto desfile, Moda Lisboa, Moda não sei de onde ... e, claro, os inevitáveis milhares de jovens que sonham ser modelos, que é como diz (naquelas cabeças pouco maduras) - a melhor forma de fazer pouco, sem esforço, utilizando apenas o corpo na época certa.
Agora recebi um mail (mais um do Tozé Martins na sua cruzada do Bem contra o Mal), que inclui um vídeo impressionante veículado pela Animal.org .

"A SUA colaboração preciosa é FUNDAMENTAL para que o horror do sofrimento dos animais nas quintas de peles e o apoio da estilista Fátima Lopes a esta indústria seja denunciado."



Desta forma, estou contra as Fátimas Lopes e congéneres e gostava de levar o meu cão a visitar uma loja da senhora para que ele fizesse umas provas ...
Está claro que não o vou fazer, mas convido-vos a conhecer as lojas da madeirense de cabelo em V, para que sejam locais absolutamente evitáveis. É só entrar em Shops, no site flashado da Fátima.

Vejam o vídeo AQUI.

0 Comentários
30.3.05
 
Uma recordação recente (Abril de 2003) que não chegará nunca aos tops, mas que vale ouvir. MONO - One step more and you die. Pouco para dizer, muito para escutar, tudo para sentir.


0 Comentários
 
Disco mais vendido, actualmente, na Grã-Bretanha : listen !
Que tal ? Pensavam que a doença pimba era produto nacional ? Não. Este regresso de TONY CHRISTIE consegue ser pior do que era na sua época - há mais de 30 anos. O tempo não o reabilitou. Ainda bem !



À atenção da Idade da Incontinência ...

0 Comentários
 
Fiquei a saber, através de um crónica de António Barreto, no Público, que na Lapa, a loja que vendia Ferraris e Mazerattis passou a vender Smarts. Opção acertada.
No novo filme da Metro Goldwyn Mayer "Pink Panther", o Inspector Jacques Clouseau (protagonizado por Steve Martin) irá desvendar um crime, ao volante de um Smart fortwo. Estou curioso, embora falte Peter Sellers ...



Na IF já passaram dois pedaços da Pantera : o atendedor de chamadas de Sellers e uma versão (incrivelmente inesperada) de Come to me, começada por Tom Jones e terminada de forma irresistível por Peter Sellers.

0 Comentários
 
Sei que começa a não haver paciência para repórteres que tentam meter o microfone na boca para que não foram chamados e a câmara pelos olhos que já não vêem, mas ... Se fosse o repórter a bater no Administrador, o que teria feito a Guarda ?
"Vá trabalhar ... !".



Repórter agredido
SIC vai interpôr uma acção judicial contra administrador da Vicaima.

0 Comentários
 
Concluímos mais uma vez: a velocidade da luz não é constante... (Nadir Afonso).

Vejo o arquitecto/pintor (sobretudo pintor), agora com 85 anos, na televisão. Na SIC-Notícias, com Bárbara Guimarães, numa curta conversa que me surpreendeu. A televisão portuguesa não tem tempo para Nadires ... Desta vez aconteceu !
Para conhecer melhor Nadir Afonso entre por aqui.



1 Comentários
29.3.05
 


Já passaram 17 anos ?!
A Rádio era para estar mais nova. Envelheceu. Liofilizaram-na e vendem-na em pacotes.

under the april skies
under the april sun
sun grows cold
sky gets black
and you broke me up

# The Jesus and Mary Chain

0 Comentários
28.3.05
 
RÁDIO CRÍTICA.
Começou a 2 de Março, mas só agora descobri este blog. Ouvido crítico de um ouvinte que faz rádio. Francisco Mateus, um amigo, animador (actualmente pouco animado) na TSF. Toda a atenção para as críticas e, sobretudo, as esperanças por uma rádio melhor.

0 Comentários
 
14, 21 e 28 de Março. Datas das emissões da IF que ainda não estão disponíveis na web. Falta pouco. Regressarão em óptimas condições para download.

0 Comentários
 
Partir para onde ? ...


0 Comentários
 
IF 27/28 Março

# Eluvium : Area 41
# Max Richter : Horizon variations
# Yo la tengo : By the time it gets dark
# Low : The lamb
# A silver mt. zion : Sit in the middle of three galloping (extracto)
# Mark Mothersbaugh : Ping island / lighting strike rescue up
# Piano Magic : Shepherds are needed (extracto)
# Piano Magic : This heart machinery
# Six Organs of Admittance : Words for two
# Six Organs of Admittance : Lisboa
# Eluvium : Taken (extracto)
# Eluvium : We say goodbye to ourselves
# Tori Amos : Ribbons Undone
# Harold Budd : It's steeper near the roses (for David Sylvian)
# Xiu Xiu : Clowne Towne
# Led Zepplin : Babe i'm gonna leave you

+ Ronald Reagan : The bombing begins in five minutes ...

0 Comentários
27.3.05
 

0 Comentários
 
Em Coimbra. Escola da Noite.


0 Comentários
 

0 Comentários
 


Sirvam-se.
Não ... não, obrigado ! Eu não como.


0 Comentários
 
No Eixo do Mal (SIC-Notícias), Pedro Mexia recomendou (à la Prof. Marcelo) as Memórias de um Craque. Um livro que reúne diversas crónicas (1972) de Fernando Assis Pacheco sobre, suponho, as suas próprias memórias enquanto jogador de futebol na Rua Guerra Junqueiro, em Coimbra.
O Fernando Assis Pacheco, para além de ser filho do dr. Assis Pacheco que me deu uma mão (literalmente) na minha chegada ao mundo, era um dos melhores contadores de histórias que conheci. Escritas (pouco publicadas, que pena), mas também de viva voz. Uma noite, na Antena 1, descreveu como nunca mais ouvi, o ambiente de Coimbra durante e no pós-guerra 39-45. Um tempo que não vivi, mas que o próprio Assis Pacheco viveu muito pequeno. Quando li Trabalhos e Paixões de Benito Prada (1993), fiquei fascinado pelo lado visual do livro. Ainda espero o filme ...
Agora, estas Memórias, que tenho de procurar de imediato e que recomendo (também eu), mesmo sem as conhecer.



0 Comentários
 


De tempos a tempos, descubro um arco-iris e fotografo-o. Este, vi-o decorando, fugazmente, o céu chumbo sobre o pinhal central do País. De tempos a tempos, acredito que o pote cheio de moedas de ouro ainda está no final do arco colorido. Com receio de não ser justo e de parecer
ganancioso, podem perfeitamente não ser moedas. Basta que seja qualquer coisa boa ... e para todos !
Na música, há muitos exemplos do fascínio pelo arco-iris.
Aqui estão alguns para ouvir.



(Can This Be) The End of the Rainbow, por Judy Garland em Always Chasing Rainbows.
I'm Always Chasing Rainbows, por Judy Garland em Always Chasing Rainbows.



(Somewhere) Over The Rainbow, por Chet Baker.



She's a rainbow, dos Rolling Stones em Their Satanic Majesties Request.

0 Comentários
25.3.05
 
Um som esquecido, inesperado, mas efémero.
A chuva na noite.



0 Comentários
 
IF 20/21 de Março

# Leslie Feist : Now at last
# Kings of Convenience : Manhattan Skyline
# Gonzales : Chilly in f major
# Seigen Ono : It's Denise
# Elvis Costello & Anne Sofie von Otter : Don't talk
# Carlos d'Alessio : India song (piano)
# Carlos d'Alessio : India song (orchestra)
# Barry Adamson : Everything happens to me
# Barry Adamson : Hollywood sunset
# Tindersticks : Nosferatu
# Brokeback : Another routine day breaks
# Pearls Befores Swine : The wizard of is
# Costeau : To know her
# Martin Rev : Whisper
# Roy Orbison : It's over
# Eberhard Weber : Quiet departures

0 Comentários
23.3.05
 


O blog Turno da noite é recomendável. Sensível, elegante e tem música de Eluvium ao fundo. Intimamente recomendado.

0 Comentários
22.3.05
 
Em breve estarão disponíveis as emissões de 14 e 21 de Março. Para os mais exigentes, o bitrate foi melhorado. Ao mesmo tempo será disponibilizado o alinhamento de 21 de Março.

0 Comentários
18.3.05
 


Numa longínqua noite, num estúdio hoje já destruído, avanço para o centro, para os sons, as palavras e as músicas, que abriam a janela, de onde se via o traço azul no futuro incandescente.

0 Comentários
17.3.05
 

0 Comentários
 
Com a concordância do Paulo Abrantes, divulgo mais fotos batidas há 15 anos na intimidade da IF.
Ocorre-me Bresson. "Imagens e sons como pessoas que travam conhecimento no caminho e já não podem separar-se."




O adeus ao vinil.

0 Comentários
16.3.05
 


Uma fotografia (para mim) histórica. 1990 - a IF acabada de chegar à TSF.
Esta foto faz parte de uma série que o Paulo Abrantes fez sobre o ambiente da IF. Se ele me autorizar, publico mais. É um belo trabalho que eu não conhecia. O Paulo enviou-me algumas destas fotos que me emocionaram imenso.

0 Comentários
 
Gosto desta publicação on-line.
Aparece aqui para deixar um convite à visita.


0 Comentários
14.3.05
 
IF 13/14 Março

# King Crimson : Cadence and cascade (remix)
# Bardo Pond : Walking clouds
# 1 mile north : New clock
# Simon and Garefunkel : So long, Frank Lloyd Right
# Nina Simone : Where can i go without you
# Lambchop : The daily growl
# Daedalus : A mashnote
# The Shadows : Theme from "Shine"
# Paddy McAloon : I'm 49
# Keren Ann : La tentation
# Astrud Gilberto : Trains, boats and planes
# Sengei Ono : I think of you (fecho do álbum)
# Jiminy Cricket (Cliff Edwards) : When you wish upon a star
# Red House Painters : instrumental

0 Comentários
13.3.05
 


É claro que já tinha ouvido, conhecia e achava que "sim senhor, muito bem". Só que, confesso-o envergonhado, foi preciso ter ouvido Camané a cantar no CD com temas perdidos do Variações, para reconhecer que aquela voz é a "que se segue". Não está no grupo do esplendor de Carlos do Carmo, nem podia estar. Está noutro território, mas é sem dúvida a VOZ que se lhe segue.


0 Comentários
12.3.05
 
O António José Martins, amigo de longa data, fotógrafo, produtor cultural, animador, sonhador, crente na vitória do bem sobre o mal, enviou-me duas fotos a propósito do post em que falei dos Durutti Column e de Vini Reilly. O Tozé levou este livro (O Povo em armas) para um concerto dos DC no TAGV, em Coimbra, em 1991, e aproveitou para falar com Vini Reilly sobre a origem do nome do projecto. Voltou em 1995 e conseguiu de novo que o Vini lhe assinasse o livro. Tudo o que está a preto foi escrito em 1991 e a azul em 1995.



Reconhece-se a assinatura de Vini, mas também a do baterista Bruce Mitchell, o marido da senhora que confeccionava a comida vegetariana para o Vini. Em 1991, Vini escreveu "Anarchy in Portugal". Quatro anos depois ficou-se pelo "até à próxima". Quando será Tozé ?


1 Comentários
11.3.05
 
A IF que foi para o ar na noite de 6 para 7 de Março, já está disponível na WEB.

0 Comentários
9.3.05
 


Ainda a propósito dos U2.
Numa das noites do Vilar de Mouros 82, eu estava a fazer a madrugada da Antena 1. Não sei reconstituir o que se passou, mas tenho a vaga lembrança de umas "entradas" em directo do local (quem ?), com o resumo do que se tinha passado. Retenho apenas o som de fundo que ficou a pairar no final do concerto dos Stranglers. "La folie".



Também lá estiveram os Echo and the Bunnymen e os Durutti Column. Uns dez anos depois havia de entrevistar o Vini, no final de um concerto memorável. Ele a falar muito baixo, com ar de humanóide frágil. Eu a perguntar o que é que ele ouvia quando era miúdo. Ele a responder : "em minha casa, os meus pais só ouviam jazz e clássica".


0 Comentários
8.3.05
 
[ INTERVALO ]

Não é a primeira vez que é referido na blogosfera, mas mostrado, julgo que é a primeira. Este é que é o famoso tiramissu do Restaurante Penedo, em Pedrogão Grande. Trata-se do melhor tiramissu feito em Portugal. No Fumaças, o João já gabou esta sobremesa que a D. Isabel consegue fazer de forma incomparável. Eu, que não sou gastrónomo, e aprecio pouco a comida, confesso que tenho um verdadeiro crash por esta. O problema é que no Penedo eu gosto de tudo o que como ...





A responsável por este íntimo manjar é a D. Isabel.



O Restaurante Penedo fica dentro de Pedrogão Grande, perto da barragem do Cabril, e é sem dúvida o melhor da vila. Sei que arrisco em dizer que é o melhor de toda a zona, e esta zona pode ser muito alargada ... mas digo mesmo. Normalmente só como sopa de peixe e espadarte grelhado (que, para mim, não há igual), mas a ementa tem uma série de pratos que, quem me acompanha, garante serem de grande qualidade. Há ali qualquer coisa pouco habitual em Portugal : comida requintada feita de uma forma leve e simples. Os proprietários, Sr. Pedro Silva (gerente) e a esposa, D.Isabel, têm experiência de hotelaria na Suíça. É tudo muito bom e naturalmente simpático.



Depois deste inesperado post gastronómico, só me resta arranjar tempo para lá voltar.

1 Comentários
7.3.05
 
IF 6/7 de Março

# Sengei Ono : Planador
# Aeroc : En tehr
# Squarepusher : Tommib help buss
# Blood Sweat and Tears : Sometimes in winter
# Air : Alone in Kyoto
# Polmo Polpo : Dreaming (again)
# Sengei Ono : Enishie
# Sengei Ono : I think of you
# Death in vegas : Girls
# Virginia Astley : Broken
# Sengei Ono : I think of you (last track)
# The Residents : This is a man's man's man's world
# Harold Budd : Paul McCarthy

0 Comentários
5.3.05
 
Descobri agora, num daqueles calendários perpétuos, que há 39 anos 5 de Março também foi um sábado. O disco que mais vendia era "This boots are made for walking" de Nancy Sinatra. A mesma Nancy que está anunciada para 29 de Abril na Casa da Música, no Porto, quase no final da sua tournée europeia "An evening with Nancy".
A IF aprecia os discos que Nancy fez com Lee Hazlewood. "Some velvet morning", uma dessas canções que se tornou de culto, já passou por aqui várias vezes.
Para saber mais sobre a filha da VOZ (Francis, Frank ...), basta clicar sobre esta fotografia do tempo em que as botas eram mesmo para andar. Garanto uma surpresa.


0 Comentários
4.3.05
 
Neste blog nunca apaguei um post, mas, em relação ao anterior, era o que tinha vontade de fazer. Desculpem. O post é absolutamente infantil. Uma criança que provoca os mimos (ia a escrever que procura colo ...).

0 Comentários
 
Reparei agora.
O blog IF-NO-AR, ideias para a continuação da Íntima Fracção, está parado há mais de um mês. Tendo sido uma iniciativa de um grupo de ouvintes quando o programa parou na TSF, presumo que se confirma a ideia de que o "tempo cura tudo". Preciso saber se sou só eu que acredita na Íntima Fracção.
Entretanto, a IF regressa à RUC no domingo à noite e, depois, à ESEC Rádio on-line para download. Está prometido um bitrate superior, melhorando ainda as condições de escuta que já tinham sido melhoradas nas últimas edições.

0 Comentários
 
O vento ruge no rochedo como se arranhasse um violino torto ...
As palavras exactas para esta noite. Estas e outras, no Ilhas sem farol. Recente, imperdível, um moleskine cibernético com notas partilhadas por um jornalista/escritor, autor de um magnífico retrato de Fernando Vale. Descubram-no.

0 Comentários
1.3.05
 
Trinta e cinco anos depois, neva em Thimister.
Tão levemente como estes sons.



Cadence and Cascade
Kept a man named Jade;
Cool in the shade
While his audience played.
Purred, whispered,
"Spend us too:We only serve for you".

Sliding mystified
On the wine of the tide
Stared pale-eyed
As his veil fell aside.
Sad paper courtesan
They found him just a man.

Caravan hotel
Where the sequin spell fell
Custom of the game.
Cadence oiled in love
Licked his velvet gloved hand
Cascade kissed his name.

Sad paper courtesan
They knew him just a man.

Fripp, Sinfield
King Crimson - 1970

0 Comentários
 
"Tudo quanto é velocidade não será mais do que passado, porque só aquilo que demora nos inicia"
Rainer Maria Rilke

Uma possível explicação para a IF e o impacto de a ter encontrado.

0 Comentários
início