Pouco para dizer, muito para escutar, tudo para sentir. A propósito do programa de rádio
ÍNTIMA FRACÇÃO OUVIR ON-LINE ou PODCAST

 


>
Íntima Fracção
> um programa de Francisco Amaral
>
> Contacto:
franciscoamaral@gmail.com


> RSS Feeds

>
Arquivos
12/2002
01/2003
02/2003
03/2003
04/2003
05/2003
06/2003
07/2003
08/2003
09/2003
10/2003
11/2003
12/2003
01/2004
02/2004
03/2004
04/2004
05/2004
06/2004
07/2004
08/2004
09/2004
10/2004
11/2004
12/2004
01/2005
02/2005
03/2005
04/2005
05/2005
06/2005
07/2005
08/2005
09/2005
10/2005
11/2005
12/2005
01/2006
02/2006
03/2006
04/2006
05/2006
06/2006
07/2006
08/2006
09/2006
10/2006
11/2006
12/2006
01/2007
02/2007
03/2007
04/2007
05/2007
06/2007
07/2007
08/2007
09/2007
10/2007
11/2007
12/2007
01/2008
02/2008
03/2008
04/2008
06/2012
05/2015
04/2016
09/2016
12/2016
04/2017

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

 



 

 

 

28.9.06
 
Mais uma histórita

Disseram-me que a nova telenovela da SIC - Jura (e juro que não faço ideia do que seja) tem como tema musical uma antiga canção de Rui Veloso e Carlos Tê. Pois, há vinte anos, em 1986, a Né Ladeiras trabalhava comigo num programa de rádio na RDP-Centro, chamado Boomerang. Um dia trouxe-me uma fita que tinha gravado em casa do Rui Veloso com a música (tipo unplugged) Jura. Julgo que a passámos umas duas ou três vezes na emissão.
A 22 de Março, a Né foi ao Porto participar no Festival RTP da Canção com esta música (que nesse festival teve que se chamar "Dessas juras que se fazem"). Ficou em 3º lugar. Aquilo cantado pela Né era uma coisa deslocada, ali, no meio da Dora e da Lara Li.
No princípio de Abril, numa data especial, reunimos em minha casa quase toda a gente que participava no programa : a Isabel Simões (uma voz de ouro, que antes dos 40 abandonou, desiludida, a comunicação social), o Pedro Trilho y Blanco (hoje advogado, que nessa altura assinava lá uma rubrica de uma hora - Music for your tape recorder), o João Costa (um dos mais elegantes e conhecedores animadores de rádio, que passou depois pela TSF e veio a fixar-se na RDP onde o mantêm absurdamente escondido), o Horácio Firmino (hoje reputado psiquiatra, que nessa época fazia uma rubrica sobre cinema) e, claro, a Né Ladeiras.
Rimo-nos muito com as "estórias" à volta do festival, mas o Jura ficou por ali.
Rui Veloso acabou por, mais tarde, gravá-lo e também As Vozes da Rádio o fizeram.
Agora dizem-me que é tema de novela.
Alô Né ! Para te recordar, aqui fica uma imagem da tua prestação com o Jura no Março de 1986 ...
Nunca mais lá foste, claro. Nem com a Ana e as Suas Irmãs (só participaste na gravação do disco ... e o maxi como era bonito. Acho que passei a versão instrumental na IF).



Mas não quero que a Né, se ler este post, fique zangada.
Do "Corsária", já do fim dos anos 80, passei muitas coisas na IF.
Um magnífico disco que devia ser recuperado, agora.
A capa.



E não Isabel, de facto não é a Micéu que está na capa, mas a Greta Garbo !

0 Comentários
início