Pouco para dizer, muito para escutar, tudo para sentir. A propósito do programa de rádio
ÍNTIMA FRACÇÃO OUVIR ON-LINE ou PODCAST

 


>
Íntima Fracção
> um programa de Francisco Amaral
>
> Contacto:
franciscoamaral@gmail.com


> RSS Feeds

>
Arquivos
12/2002
01/2003
02/2003
03/2003
04/2003
05/2003
06/2003
07/2003
08/2003
09/2003
10/2003
11/2003
12/2003
01/2004
02/2004
03/2004
04/2004
05/2004
06/2004
07/2004
08/2004
09/2004
10/2004
11/2004
12/2004
01/2005
02/2005
03/2005
04/2005
05/2005
06/2005
07/2005
08/2005
09/2005
10/2005
11/2005
12/2005
01/2006
02/2006
03/2006
04/2006
05/2006
06/2006
07/2006
08/2006
09/2006
10/2006
11/2006
12/2006
01/2007
02/2007
03/2007
04/2007
05/2007
06/2007
07/2007
08/2007
09/2007
10/2007
11/2007
12/2007
01/2008
02/2008
03/2008
04/2008
06/2012
05/2015
04/2016
09/2016
12/2016

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

 



 

 

 

30.4.07
 
L O A D I N G . . .

0 Comentários
29.4.07
 
A howling wind blows the litter as the rain flows,
As street lamps pour orange colored shapes through your window,
a broken soul stares from a pair of watering eyes,
uncertain emotions force an uncertain smile...



Uma das mais celebradas canções dos anos 80.
The The - Uncertain Smile
(aqui ao vivo e incluindo o célebre solo de piano)

0 Comentários
 
MY GENERATION ???


0 Comentários
26.4.07
 
Tanto faz calor como frio. Sol e chuva.
Ainda há dias senti (vagamente) o aroma que era habitual em algumas ruas nesta época do ano.
Primavera, dizem.
Gostava de saber o que recordarão os adolescentes de hoje, na Primavera de amanhã.
Entre a rosa e tulipa, não hesito. Preferia oferecer violetas, mas é flor de Inverno.
Frésias ... talvez.
Pastéis da Frutalmeidas ... ou tarte de maçã ?
Abrem-se e fecham-se portas constantemente. Correntes de ar.
Às vezes não sei de que lado está o sol (quando há).

Por tudo isto, e o que não foi escrito, esta semana, excepcionalmente, não haverá Íntima Fracção.

Sempre à espera de uma resposta, de um sinal, da intimidade de uma esperança.

0 Comentários
 
Dói.
Dói de uma maneira diferente e indizível.
Nico, em 1972, com Lou Reed (live).

Femme Fatale



Here she comes,
You'd better watch your step,
She's going to break your heart in two,
It's true.

It's not hard to realize,
Just look into her false colored eyes,
She'll build you up to just put you down,
What a clown.

'Cause everybody knows
She's a femme fatale
The things she does to please
She's a femme fatale
She's just a little tease
She's a femme fatale
See the way she walks
Hear the way she talks.

You're written in her book,
You're number thirty-seven, have a look.
She's going to smile to make you frown,
What a clown.

Little boy, she's from the street.
Before you start you are already beat.
She's going to play you for a fool,
Yes it's true.

'Cause everybody knows
She's a femme fatale
The things she does to please
She's a femme fatale
She's just a little tease
She's a femme fatale
See the way she walks,
Hear the way she talks.

'Cause everybody knows
She's a femme fatale
The things she does to please
She's a femme fatale
She's just a little tease
She's a femme fatale
Oh, oh, oh, oh, oh
She's a femme fatale
Oh, oh, oh, oh, oh
She's a femme fatale
Oh, oh, oh, oh, oh
She's a femme fatale
Oh ...

0 Comentários
25.4.07
 
Que o poema seja microfone e fale/uma noite destas de repente às três e tal ... (M.Alegre). Foi às 4 h 26 mn, mas mesmo assim valeu a pena.

O MICROFONE ... outra ferramenta para a escultura




0 Comentários
23.4.07
 
Mais pequenas pérolas encontradas no YouTube.
Burt Bacharach (grande admirador, ah sim) com Chrissie Hynde (dos Pretenders, grande admirador, ah sim ! também), numa curta versão ao vivo (98/99) de "Baby it's you" ...

dont' want nobody ... nobody
'cause baby it's you

(Bacharach lá para início dos 60's)

a música ... essa grande escultora


0 Comentários
22.4.07
 
Poder ultrapassar as fronteiras que os programadores nos impõem, é aquilo que mais me entusiasma no YouTube. Lembrar-me e procurar. Apanhar "tubos" atrás de "tubos". Deslizar, eu mesmo, pelos mais diferentes ambientes e sons - eis a verdadeira (e livre) navegação.
Hoje parei em Munique, em 2005, para ver e ouvir Ennio Morricone, ao vivo, com The Good the bad and the uggly . . . e, por instantes, pareceu-me sentir o calor e o cheiro das últimas filas do balcão do Tivoli.
O Tempo, esse ... passa sempre depressa de mais.


0 Comentários
21.4.07
 
IF 20 de Abril 2007

# Sol Seppy : 1 _ 2
# Pascal Comelade : I surrender
# Leo Abrahams : Seeing stars
# Various Production : Don't ask
# Tom Verlaine : Meteor beach
# Junior Boys : FM (Marsen Jules remix)
# At swim two birds : Swedish lakes
# At swim two birds : Things we'll never do
# Richard Hawley : The light at the enf of the tunnel
# The Focus Group : Bell hazes
# The Wedding Present : Caroline, no
# Beach Boys : Caroline, no (só vocais)

+ sons : porta abre; porta fecha; ambiente indoor; maratona; pássaros; conduzindo na auto-estrada.

ESEC Rádio online (mp3)

Podcast

0 Comentários
20.4.07
 
Donna Regina
Uma tarde e uma noite em Coimbra.


0 Comentários
17.4.07
 
Num comentário de um ouvinte a um dos posts anteriores:

Francisco,
Não são as palavras, mas o que fica por dizer
Não são os sons, mas os silêncios que os unem
Não são fracções, são rios de encantamento
São universos intímos, plenos de amor, onde a nossa alma repousa e ganha balanço...
É uma fonte de eterna inspiraçao, que mata a sede com a beleza dos seus infinitos nomes Momento efémero que transporta todos os sentimentos de todos os mundos
É grande, essa fracção de desejos dispersos
É nossa, essa intíma alegria que partilhas
É tudo, numa Intíma Fracção.
Parabéns, desde sempre e até à eternidade...

(... tudo para sentir ! Please keep me in mind ... )

0 Comentários
16.4.07
 

Oh the sisters of mercy, they are not departed or gone.

They were waiting for me when I thought that I just can't go on.

And they brought me their comfort and later they brought me this song.

Oh I hope you run into them, you who've been travelling so long.

(L.Cohen)


0 Comentários
13.4.07
 
Como momento único em época de 23º aniversário:
REMEMBER ME
Otis Redding reinventado por Cat Power.
A voz e o piano.
A essência da Íntima Fracção : pouco para dizer, muito para escutar, tudo para sentir.


0 Comentários
 
Com esta edição, cumprem-se 23 anos de emissões regulares da Íntima Fracção.

As noites mudaram, cumprindo um ciclo que regressa sempre ao mesmo momento aparente.

Um ponto, um único ponto, umas vezes iluminado, outras mergulhado na escuridão.

A Íntima Fracção, no meio da noite, 23 anos depois do momento inicial.

É impossível recuperar todos os ambientes, apenas reconhecíveis nos sons e nos silêncios daqueles momentos exactos.

As noites vazias que se completaram com as músicas e a voz, acreditando sempre num traço azul, aquele que, prometidamente, risca o futuro incandescente.

23 anos depois do seu início, na Íntima Fracção, qual é ainda o significado do traço azul ?
Um sinal ? Uma resposta ? A intimidade de uma esperança ?

(texto lido na edição do 23 º aniversário da IF)

0 Comentários
 
IF 12 Abril 2007 - 23º aniversário

# Sétima Legião : Mar de Outubro
# Richard Hawley : Last Orders
# Ryuichi Sakamoto : Forbidden Colours
# Suicide : Surrender
# Beth Orton : Sisters of Mercy
# Leonard Cohen : Love Calls You
# Donna Regina : Siren Call
# Brian Eno, Harold Budd e Daniel Lanois : Always Returning
# Robert Wyatt : Memories Of You
# Cat Power : Remember Me (solo version)
# The Smiths : Well I Wonder
# Thomas Newman : Dead Already
# Jan Jelinek : Universal Band Silhouetts (extracto)
# Beach Boys : You Are My Sunshine (extracto de take)
# Aphex Twin : Avril 14th
# Isan : Look and Yes
# Sétima Legião : Mar de Outubro

ESEC Rádio online (mp3)

Podcast

0 Comentários
8.4.07
 
Foi há 23 anos !
A 8 de Abril de 1984. A primeira edição da Íntima Fracção.
"O tempo ... esse grande escultor".

0 Comentários
5.4.07
 
IF 4 de ABRIL 2007

(disponibilizada apenas na web)

# sons de aeroporto
# Beck : Everybody's gotta to learn sometimes
# Junior Boys : FM (Marsen Jules remix - duplo)
# Beady Belle : Interlude who switch on darkness (extracto)
# Genesis : I know what i like (extracto)
# Heinner Goebbles c/ Arto Linsay : Alone in the elevator (extracto)
# Beatles : Octopus garden (Love mix - extracto)
# Clan of Xymox : Michelle (extracto)
# Scott Walker : Hello ! This is Scott Walker ...
# The Walker Brothers : Living above your head (extracto)
# Quantic : Quantic & Ohmega watts (extracto)
# Propaganda : Dream within a dream (extracto)
# Extracto de entrevista com Margueritte Duras sobre piano de Virginia Astley
# Colleen : Everything lay still (extracto)
# Flotation Toy Warning : How the planes left me flat (extracto)
# The Books : Venice (voz de Dali - extracto)
# The Doors : People are strange (extracto)
# Som jogo SuperMario
# Sons de aeroporto
# Tba : Airports
# Agf&Delay : A distant view
# Junior Boys : FM
# Junior Boys : FM (Marsen Jules remix)
# Susanna and the Magical Orchestra : Time
# Au revoir Simone : Don't see the sorrow
# Tindersticks : My oblivion
# Tim Hardin : Hang on to a dream
# Propaganda : Dream within a dream (extracto)
# Tuxedomoon : La piú bella
# Junior Boys : FM (Marsen Jules remix)

Agradecimento a Miss Tapes pela longínqua inspiração.

Download (ESEC Rádio online - transitoriamente neste link)
obrigado Carlos Moreira
Podcast (GavezDois)
obrigado Edgard Costa

0 Comentários
3.4.07
 
O TEMPO (de novo) ESSE GRANDE ESCULTOR



O recente funde-se com o antigo.
O novo.
Susanna and the Magical Orchestra (Love will tear us apart - Ian Curtis - Joy Division).
Susanna, em Braga, próximo 1 de Maio.
Susanna and The Magical Orchestra MySpace

0 Comentários
 
O TEMPO (sempre) ESSE GRANDE ESCULTOR





34 anos entre Hullabaloo e Royal Albert Hall.
Marianne Faithfull - As Tears Go By.

0 Comentários
 
O TEMPO, ESSE GRANDE ESCULTOR





40 anos entre Wembley e Lugano.
Eric Burdon, o mesmo. Animals, outros.

0 Comentários
2.4.07
 
ABRIL.
O começo.
Da vida.
Do amor.
Da IF.

0 Comentários
 
Mais nostalgia.
Mais a música do que o vídeo (alternativo) - dica Miss Tapes.
Tindersticks : My oblivion.


0 Comentários
 


Volver - Carlos Gardel (em 1935)
A nostalgia do(s)regresso(s), poisando nos ouvidos, directos ao coração.

0 Comentários
início