Pouco para dizer, muito para escutar, tudo para sentir. A propósito do programa de rádio
ÍNTIMA FRACÇÃO OUVIR ON-LINE ou PODCAST

 


>
Íntima Fracção
> um programa de Francisco Amaral
>
> Contacto:
franciscoamaral@gmail.com


> RSS Feeds

>
Arquivos
12/2002
01/2003
02/2003
03/2003
04/2003
05/2003
06/2003
07/2003
08/2003
09/2003
10/2003
11/2003
12/2003
01/2004
02/2004
03/2004
04/2004
05/2004
06/2004
07/2004
08/2004
09/2004
10/2004
11/2004
12/2004
01/2005
02/2005
03/2005
04/2005
05/2005
06/2005
07/2005
08/2005
09/2005
10/2005
11/2005
12/2005
01/2006
02/2006
03/2006
04/2006
05/2006
06/2006
07/2006
08/2006
09/2006
10/2006
11/2006
12/2006
01/2007
02/2007
03/2007
04/2007
05/2007
06/2007
07/2007
08/2007
09/2007
10/2007
11/2007
12/2007
01/2008
02/2008
03/2008
04/2008
06/2012
05/2015
04/2016
09/2016
12/2016

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

 



 

 

 

30.8.04
 
ÍNTIMA FRACÇÃO - VERÃO 2004
utilizando :
Introdução : indicativo da IF - Mar de Outubro (Sétima Legião)

# Booker T. Jones & MG's : Summertime
# Múm : Behind two hills, a swimming pool
# Isan : First date (with Jumble Sale)
# Spektrum : Shall i jump
# Beach Boys : excerto de God only knows (só vozes); Caroline, no (instrumental)
# Jesus&Mary Chain : extracto de Surfin' USA
# Nouvelle Vague : Love will tear us apart
# Lawrence : Somebody told me
# D.Sylvian&R.Sakamoto : World citizen (excerto); World citizen (i won't be disappointed)
# KLF : Madrugada eterna
# John Zorn : The good, the bad and the ugly
# The Album Leaf : Moss mountain town
# Destroyer : Your blues
# Dimitri from Paris : Welcome abord ; Okinawa love
# People like us : San Frandisco
# Tba : intr.detec.sys
# Astrud Gilbert : Once upon a summertime
# All night radio : All night radio ( IF remix )

Ainda : " Úuuuuuuuu ...", retirado da versão remisturada por Bill Laswell de "Is this love" (Bob Marley) - Dreams of Freedom.

Sons dispersos ao longo do programa :
mar, mergulhos para uma piscina, nadar, água que corre, vidro a partir-se, trovoada, mar calmo e sons de praia, gaivotas, radio a ser sintonizado, deitar coca-cola num copo, tv zapping, mar-ondas, fogo de artifício.

Textos :
próprios e mais um retirado do blog "Saudades de Antero" de Frederico Mira George.

IF editada com CoolEditPro.

A Íntima Fracção - Verão 2004, ouve-se aqui.
Obrigado Paula Simões. Obrigado Pedro Pais. Obrigado ESEC-Radio on line.
Obrigado a todos os que ainda acreditam. Que ouvem. Que querem ouvir. Que enviam mails. Que deixam mensagens.
Há um traço azul no futuro incandescente.

0 Comentários
20.8.04
 
Aqui está !
Íntima Fracção do Verão 2004.
Podem ouvir ou fazer o download (e ouvir quando quiserem).
Vamos acreditar que este Verão ainda tem alguma coisa para nos dar !

0 Comentários
16.8.04
 

Estive mergulhado num cocktail de entusiasmo e desespero. Isto dá uma mistura estranha. Comecei por ouvir (e voltar a ouvir) as Pet Sounds Sessions. Os momentos de experiências, erros e correcções, que vamos ouvindo sempre com a voz de Brian Wilson em primeiro plano, fazem-me compreender o entusiasmo do arqueólogo perante a descoberta de qualquer peça que, finalmente, lhe dê a exlicação procurada. São gravações com 38 anos ! Muito longe das tecnologias digitais. Era mesmo preciso tocar e cantar.
Depois, voltei ao meu pequeníssimo estúdio para misturar (finalmente) a IF do Verão 2004. O que pretendia fazer não se consegue com limitações tecnológicas (algumas enormes). Começo a não saber se a IF (ou eu ?) se encaminha para a Rádio ou para a Banda Sonora. Ou para a composição, simplesmente.
Agora, vou pedir que a coloquem online e split man ! , citando ainda B.Wilson em The little girl i once knew.

0 Comentários
12.8.04
 
Bruscamente, no Verão passado.
É o nome de um filme realizado em 1959 por Joseph L. Mankiewicz. Um clássico com Elizabeth Taylor, Katharine Hepburn e Montgomery Clift.







Através de qualquer destes fotogramas, entra-se no trailer do filme.
Bruscamente, no Verão passado - quarenta e cinco anos depois, este título assalta-me com a força de todas as imposições.
Basta ! Não quero mais chuva em Agosto ...

0 Comentários
10.8.04
 

pouco para dizer ...


0 Comentários
9.8.04
 
No dia em que tinha decidido fotografar o fascínio da cidade deserta, na manhã de um domingo de Agosto, encontrei um skyline cinzento chuva.



A ideia de solidão desapareceu. Parecia-me agora que estava toda a gente em casa. O cimento molhado tornou-se igual ao dos domingos de Inverno.



Ao princípio da noite, da noite que era (é) a da Íntima Fracção, um skyline menos carregado, mas ainda com nuvens.



Depois, recebi um mail sobre a IF (sim, ainda os recebo, de ouvintes que suponho serem dos inabdicáveis).
" Sei que não é um e-mail muito animador e
provavelmente já deve estar farto de lamentações, mas
eu necessitava queixar-me, e dizer que a minha vida é
um pouco mais pobre, sem a Intima Fracção.
As musicas, os sons, as palavras, os silencios, tudo
alternado num ritmo só encontrado na atmosfera da
Íntima Fracção, fazem muita falta, (e tenho certeza
que não é só a mim)."

Estas mensagens têm sobre mim um duplo efeito. Primeiro, deixam-me arrasado. Onde estará este ouvinte ? Onde ouviria ele a IF ? Em que condições ? Há quanto tempo ? Porquê ? Será que terei mesmo conseguido, no meio da noite, como dizia Chevalier, "o misterioso contacto do coração" ? Depois, retomo o folgo, acredito e olho para o fim do dia a tornar-se numa clara madrugada.
Há sempre um traço azul no futuro incandescente !



Entrando por esta última imagem, há uma pequena mensagem que vem do fundo do coração da Íntima Fracção. É prosaico, mas é isto que quero dizer a todos os que ainda enviam mensagens.


0 Comentários
6.8.04
 
A magnífica capa do Libération que mostra Cartier-Bresson em New York, 1935.

Uma das mais belas, e inesperadas, fotos tiradas pelo fotógrafo em 1968.

0 Comentários
4.8.04
 
Precisava de estar aqui muito tempo. O suficiente para apanhar o ritmo do mar. O necessário para partir quando me apetecesse e não quando fosse obrigado.
São magníficos os locais de que se parte quando se é obrigado.





0 Comentários
3.8.04
 

Passagem pela noite. A primeira noite de Agosto. A cidade, de passagem. O som. Somebody told me. Lawrence.


Persistentemente. Coleccionando sons. Prontos a navegar sobre as ondas. A poisar nos corações.



0 Comentários
início