Pouco para dizer, muito para escutar, tudo para sentir. A propósito do programa de rádio
ÍNTIMA FRACÇÃO OUVIR ON-LINE ou PODCAST

 


>
Íntima Fracção
> um programa de Francisco Amaral
>
> Contacto:
franciscoamaral@gmail.com


> RSS Feeds

>
Arquivos
12/2002
01/2003
02/2003
03/2003
04/2003
05/2003
06/2003
07/2003
08/2003
09/2003
10/2003
11/2003
12/2003
01/2004
02/2004
03/2004
04/2004
05/2004
06/2004
07/2004
08/2004
09/2004
10/2004
11/2004
12/2004
01/2005
02/2005
03/2005
04/2005
05/2005
06/2005
07/2005
08/2005
09/2005
10/2005
11/2005
12/2005
01/2006
02/2006
03/2006
04/2006
05/2006
06/2006
07/2006
08/2006
09/2006
10/2006
11/2006
12/2006
01/2007
02/2007
03/2007
04/2007
05/2007
06/2007
07/2007
08/2007
09/2007
10/2007
11/2007
12/2007
01/2008
02/2008
03/2008
04/2008
06/2012
05/2015
04/2016
09/2016
12/2016

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

 



 

 

 

29.3.04
 
Eu sei que há a noite, a música, o amor, a saudade, a esperança, e tudo o mais que quiserem, mas às vezes não pode haver POUCO para dizer.

0 Comentários
27.3.04
23.3.04
 


Também na rádio devíamos poder levar no regaço umas quantas músicas que nos alimentassem o coração e a alma, e perante os "playlisters", abrir o manto e dizer com voz cândida : são rosas senhor ! (Celine Dion, Shakira, Bon Jovi, ... e outras quantas pétalas coloridas em laboratório !).

0 Comentários
 
Tenho recebido várias mensagens lamentando o facto da Íntima Fracção não estar "no ar" e carpindo mágoas sobre o estado da Rádio em Portugal.
A propósito de músicas e rádio, o Meliante deu-me a conhecer um autêntico Fenómeno do Entroncamento.
Seja como for, a 8 de Abril a Íntima faz 20 anos e estou a preparar a festa. Íntima ... claro !

0 Comentários
19.3.04
 
As ausências.
As difíceis ausências.
"Tu não és dono dos teus filhos. És apenas o arqueiro que lança a seta".
Como filhos, agora ou depois, descobrimos que gostaríamos antes ser boomerangs. Mas no trajecto de regresso, podemos não encontrar a mão que nos lançou.

0 Comentários
 
Amigos. Amigos e mais amigos. Sempre os amigos. Os que conhecemos e os que não. Mas amigos. Sobre tudo.

Where can i go without you ?



nina simone - where can i go without you ?

0 Comentários
16.3.04
 
O ar está estranhamente límpido. Mesmo de noite, vê-se.
Vê-se. Sabe-se. Pintores com tintas, mas sem telas. Pianistas com melodias, mas sem piano. Escritores com histórias, mas sem papel. Cantores com voz, mas sem palavras. Actores com personagens, mas sem palco. Radialistas, mas sem rádio.
As núvens passam, e não só à frente dos olhos da Cristina.
As nuvens passam, como têm sempre que passar. "All things must pass, all things must pass away."





Bardo Pond - Walking Clouds

0 Comentários
15.3.04
 
É possível ouvir, através da net, a primeira emissão do clássico 5 minutos de Jazz, de José Duarte. Há coisas para sempre.
O que aconteceu ao Jazz Avenue do António Curvelo ? Eu sei, mas enfim ... a pergunta é agitação.


0 Comentários
 
Sugiro que se pense e discuta o tema do post "RADIO FREE PORTUGAL", incluído no Retorta, alimentado pelo Mário. Os comentários também são para ler.

0 Comentários
13.3.04
 


Partilhado, este poderia ser um pedaço de azul entre as núvens.

0 Comentários
 
Voltou o frio.
Agora que eu pensava que a Primavera estava próxima.
A frase voltou o frio é muito mais fria do que o frio a que se refere.
Quem ouviu a Íntima Fracção, nem que tenha sido por pouco tempo durante os seus 20 anos, não deve ter escapado
à escuta de um "à procura do pedaço de azul entre as núvens". Esta frase é retirada de um quadradinho da série de BD Blueberry desenhada por Jean Giraud, com argumento de Jean-Michel Charlier. É aqui que estamos : à procura do pedaço de azul entre as núvens !



Nunca houve pouco para dizer

0 Comentários
10.3.04
 
O Nuno relembrou-me um escrito do Fernando Alves.

É certo: o amor da rádio nunca acaba.
Afastai-vos da lepra que este silêncio trás.
De quarentena companheiros.
Que aos outros, aos que sobram, este silêncio também pesa.
Escutemos o silêncio das vozes que sobram.
Sussurrante nostalgia do que virá.
Voltaremos à antena numa inesperada manhã
(noite), para dizer de novo:
O amor da rádio nunca acaba!
Erguemos pois os copos e os beijos.
Uma manhã
(noite) destas, surpreenderemos os espantalhos do FM.
Amada rádio, até já.


Dá que pensar.

0 Comentários
7.3.04
 
A Rádio Luna, a partir de amanhã, vai ser substituída por outra coisa qualquer ...
"Rádio clássica para a Grande Lisboa", não tinha como Deus a economia nem falava em dinheiro. Passava música e era calma, sem ser enfatuada.
Depois, ainda há quem critique o tom geral da blogosfera portuguesa por ser deprimido ou derrotista !
Cada vez admiro mais quem persiste no seu amor pela RÁDIO !

0 Comentários
6.3.04
 
6 de Março de 1966.
Um dia aberto de azul e sol.
Os Beach Boys preparavam-se para começar a gravar, três dias depois, God only knows.
Na véspera foi sábado. O dia irrepetível.
O que se vendia (e ouvia) ?

1
(1)

These Boots Are Made For Walkin'
Nancy Sinatra
Reprise R 20432

2
(2)

19th Nervous Breakdown
The Rolling Stones
Decca F 12331

3
(3)
A Groovy Kind Of Love
The Mindbenders
Fontana TF 644

4
(7)

Sha La La La Lee
The Small Faces
Decca F 12317

5
(8)
Barbara Ann
The Beach Boys
Capitol CL 15432

6
(4)
My Love
Petula Clark
Pye 7N 17038

7
(6)
Inside Looking Out
The Animals
Decca F 12332

8
(11)
Backstage
Gene Pitney
Stateside SS 490

9
(17)
Lightnin' Strikes
Lou Christie
MGM 1297

10
(29)
I Can't Let Go
The Hollies
Parlophone R 5409

11
(18)
Make The World Go Away
Eddy Arnold
RCA 1496

12
(5)

You Were On My Mind
Crispian St. Peters
Decca F 12287

13
(10)
Spanish Flea
Herb Alpert & The Tijuana Brass
Pye International 7N 25335

14
(26)
What Now My Love
Sonny & Cher
Atlantic AT 4069

15
(20)
This Golden Ring
The Fortunes
Decca F 12321

16
(-)

The Sun Ain't Gonna Shine Anymore
The Walker Brothers
Philips BF 1473

17
(12)
Mirror, Mirror
Pinkerton's Assorted Colours
Decca F 12307

18
(13)

Uptight
Stevie Wonder
Tamla Motown TMG 545

19
(14)
Tomorrow
Sandie Shaw
Pye 7N 17036

20
(-)

Shapes Of Things
The Yardbirds
Columbia DB 7848

21
(9)
Love's Just A Broken Heart
Cilla Black
Parlophone R 5395

22
(25)
Blue River
Elvis Presley
RCA 1504

23
(24)
Jenny Take A Ride
Mitch Ryder & The Detroit Wheels
Stateside SS 481

24
(16)
Girl
The Truth
Pye 7N 17035

25
(-)

Dedicated Follower Of Fashion
The Kinks
Pye 7N 17064

26
(19)
Little By Little
Dusty Springfield
Philips BF 1466

27
(22)
Get Out Of My Life Woman
Lee Dorsey
Stateside SS 485

28
(15)
Michelle
The Overlanders
Pye 7N 17034

29
(27)
You Don't Love Me
Gary Walker
CBS 202036

30
(28)

I Got You
James Brown
Pye International 7N 25350


0 Comentários
5.3.04
 


Um vídeo simples de Sondre Lerche, de regresso com "Two way monologue". Sai na 2ª, dia 8. Gosto particularmente de "It's over".

It's not over at all
You're just trying to smile
I know perfectly well
Such are things we both know
and we think we should say
just to organize the stains
Systems reveal their construction these days
as we escape to drift further away
We know the stars go out one night
but I can't tell you anything you wouldn't know
So nothing has been lost



0 Comentários
 
O Vidro Azul vai encher a emissão do próximo dia 8 só com vozes femininas.
O Ricardo podia acrescentar esta, no álbum Corsária.



Sim. Né Ladeiras.

0 Comentários
4.3.04
 
A Íntima Fracção comemora 20 anos a 8 de Abril.
Abre-se aqui a lista de prendas ...


0 Comentários
 








Agora eu já sei, da onda que se ergueu no mar
E das estrelas que esquecemos de contar
O amor se deixa surpreender
Enquanto a noite vem nos envolver

(Wave - Tom Jobim, por João Gilberto)

0 Comentários
 


O Perfil do Artista era uma rubrica apresentada no Rádio Clube Portugues, com produção, realização e apresentação de Igrejas Caeiro.
Teve início em Abril de 1954 com a entrevista a Jean Sablon e ao longo de 6 anos foram feitas 300 emissões e entrevistadas 258 personalidades. O programa terminou em 23 Fevereiro de 1960.

Quem quiser aprender a fazer entrevistas para Rádio que revelem a outra face dos entrevistados, deve ouvir com muita atenção estes registos. A colocação de voz de Igrejas Caeiro deve ser integrada no tempo. Já passaram quase 50 anos. Algumas destas entrevistas foram editadas em disco (vinil) e estão também várias disponíveis na net neste interessante site.
O programa começou antes da televisão e descobri que ia para o ar no horário nobre. Ainda no mesmo site pode ser ouvido o indicativo/abertura do Perfil do Artista.
Para ouvir, conversas com Aquilino Ribeiro, António Sérgio ou Jaime Cortesão.

0 Comentários
 
É aconselhável ler o post A HISTÓRIA CENSURADA DA TSF, no Abrupto, de José Pacheco Pereira.
Agora que a "paixão da rádio" está moribunda, há várias perguntas a fazer. Eu faço já uma : haverá assim tanta gente interessante na rádio em Portugal para se deixar afundar um Aníbal Cabrita ? Como sobreviverá o Aníbal na casa de Shakira e Bon Jovi ?
Falo apenas de animadores e música. Até onde resistirão Aníbal Cabrita (um dos melhores radialistas portugueses dos últimos 25 anos), Ana Bravo, Francisco Mateus, José Maria Lameiras, Luís Paulo Borges, Mário Dias ? Já há muitos ouvintes que não resistiram.
TSF - Adeus !


0 Comentários
2.3.04
 
“podia morrer nos teus olhos amada rádio”
diz Frederico Mira George no blog Saudades de Antero, citando Fernando Alves.

tsf – adeus!
diz ainda Frederico no seu blog.

0 Comentários
 
Música Aos Pontapés

Os responsáveis pela programação da TSF decidiram, sabe-se lá com que intenção, mudar o tipo de música a que esta estação de rádio habituou os ouvintes (é claro que os hábitos mudam, mas há coisas que vale a pena não mudar).
[ ... ]
Ora, no caso da TSF, se alguns programas de enorme qualidade desapareceram - Linha do Horizonte ou Íntima Fracção são apenas dois exemplos entre muitos outros -, pouco ou nada parece ter sido feito para os substituir por outros espaços radiofónicos de talento semelhante. Pelo menos, a avaliar por aquilo que se ouve. Seja de manhã, à tarde ou até mesmo à noite. Agora, "tudo o que se passa" em qualquer rádio com tendências popularuchas, passa na TSF.
[ ... ]
Há quem defenda que a intenção dos autores da ideia é transformar a TSF numa espécie de rádio semi-noticiosa com uma música semi-jovem, para depois a despachar. Se a ideia é modernizar a rádio, a ideia falhou.


Mário Barros in Público (1.3.04)

Já o disse. Interessa-me apenas o inabdicável.
Falta pouco ?

0 Comentários
1.3.04
 


A RUC (Rádio Universidade de Coimbra) faz hoje 18 anos.
É através dela que, hoje, eu respiro.
Obrigado !

0 Comentários
início